segunda-feira, março 20, 2006

A Resistência à Tortura

.

Quantas vezes não fui posto a tormento pela minha necessidade de segurança que fazia aquietar-me sobre uma versão de mim em que fingia acreditar! E quando reagi, o interrogatório que me dirigi não hesitou em servir-se das técnicas de persuasão para me extorquir a verdade, em nome de um arrependimento com que o eu respondente não parecia querer colaborar. Não se tratava de qualquer anómala cisão da personalidade, mas da luta interior que impedisse o triunfo da facilidade conveniente ou das resistências que colocavam o grão sabotador na engrenagem da regeneração.

3 Comments:

Blogger RAA said...

Reflexão impressiva, meu caro!...

11:19 da tarde  
Anonymous m.p. said...

Quantas vezes a evocação da máxima: " necessidade de segurança" não é apenas uma esfarrapada desculpa para a falta de coragem de rasgarmos a máscara perante Nós.

10:01 da manhã  
Blogger O Amigo das Gatas said...

Obrigadíssimo, Caro RAA, vindo de Ti é juízo importantíssimo.

M.P.: as conformações ao exterior, exigem-no, nas mais das vezes. Também para o contrariar recorro a este espaço. Bem hajam os frequentadores dele.
Muito obrigado a Ambos.

11:07 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home