quinta-feira, fevereiro 23, 2006

Leitura da Nudez, Nudez da Leitura

 
Muito se tem dito acerca da nudez exibida por quem escreve, quando não há acto em que a escolha das roupagens seja mais cuidadoso e elaborado. Ao invés, é na leitura que nos desnudamos verdadeiramente. Dirão que não dos preconceitos, mas isso não é mais cobertura do que a pele, na medida que só por retórica podemos falar em despirmo-nos deles. Em compensação, no acto de ler está cada um desprovidoda necessidade de compor uma imagem, pois não é comum olhar com uma das vistas para um livro e com a outra para um espelho. E quando - como tantas vezes acontece - um volume leva a conhecermo-nos melhor, é o nosso ser que se revela, numa nudez que, nas mais das vezes permanece oculta, vedada ao nosso conhecimento. Posted by Picasa

2 Comments:

Blogger Mendo Ramires said...

E este espaço, ascético e pleno de sobriedade, não se renova com novos 'posts'?...
forte abraço.

7:23 da tarde  
Blogger O Amigo das Gatas said...

Mais lentamente, Caro Mendo, Mas obrigado pelo retorno.

11:50 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home